sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Convide um refugiado (muçulmano) para passar o Natal na sua casa?


Convide um refugiado (muçulmano) para passar o Natal na sua casa, diz a chamada da reportagem da TV Globo, mostrando a foto de uma mulher vestida com um hijab.


Interessante. Que eu me lembre, a Rede Globo nunca promoveu algo semelhante no passado, sugerindo que as famílias convidassem por exemplo, refugiados nordestinos pobres, para passar o Natal em casa.

Mas agora uma campanha de propaganda barata para o islamismo? A muçulmana no vídeo diz "Eu preciso explicar mais sobre muçulmanos, sobre Islã. Eu não sou como ISIS. Eu sou diferente. Nós somos diferentes." Minha filha. O problema é o Islão e como ele os lava cerebralmente, tornando-os incapazes de criticar o que existe de podre dentro dele!!! Por exemplo, o islão faz com que os muçulmanos odeiem o Natal, odeiem a cruz. As minorias são perseguidas raivosamente nos países de maioria islâmica! E tudo sancionado pelo Alcorão e pelas Tradições de Maomé (Sunna). E você, muçulmana, vai fazer tudo para obfuscar e esconder isso. E, agindo assim, está aprovando as atrocidades! (isso é o que se chama de "muçulmano moderado.")

(Leia sobre o que significa imigração no islamismo - a Hégira)

(O Estado Islâmico é islâmico e representa o verdadeiro rosto do islão)

Existem cerca de 28 mil refugiados na lista de espera para entrar no Brasil. E com esta nova Lei do Migrante este número irá aumentar exponencialmente. A União Européia está louquinha para achar países que aceitem os excedentes que eles não tem onde colocar. O Canadá já disse sim. O Brasil está para seguir o mesmo caminho.

O fato é que existem organizações não-governamentais (com laços internacionais) cuja existência apenas se justifica com o aumento no número de refugiados. É um processo que se auto-alimenta. (existem inclusive ONGs que fazem tráfico de refugiados para a Europa, algo criminoso.)

O que me deixa chateado não é "receber um refugiado no Natal" mas sim o fato que não são apenas "refugiados" que têm problemas. Cadê os pobres brasileiros? Que tal receber funcionários públicos do estado do Rio que estão sem receber salários?

Eu espero que a mulher africana do vídeo tenha um bom Natal. Eu espero que o homem venezuelano do vídeo tenha um bom Natal. Pelo menos eles não estarão seguindo o Alcorão (3:28) que diz para muçulmanos não tomarem aqueles fora da fé islâmica como amigos, a menos que seja para "que eles se protejam."

(Leia mais sobre taqiyya neste link)


7 comentários:

Luiza disse...

Tá doido?

Adriano Erico Gonzaga disse...

Não! Por favor! Diz que isso não é verdade! Isso não pode estar acontecendo!

Anônimo disse...

Seu blog é tão sujo quanto as tuas palavras.. " nós não somos como eles ". Eles quem? Estado islâmico? Desde quando estado islâmico tem algum fundamento com a religião islâmica, seu ignorante. Vc deve conhecer a religião islâmica e ver se o que eles fazem é de acordo, ou vc simplesmente escreve nessa merda de blog o q vc quer? Deus vai te pegar heim 👍 outra coisa, nenhum muçulmano odeia o natal, apenas não se comemora isso, pq DEUS não mandou de festejar isso, assim como no Islam, não se comemora mawlid an Nabi, nascimento do profeta Muhammad, pq não faz parte da religião. Em vários paises islâmicos, Paquistão por exemplo, existem arvores de natal por todos os cantos nas regiões onde existem não islâmicos, tem papai noel em Gaza com as crianças, tem um monte dessa besteira que vc criaram no natal, só pra ganhar dinheiro. Quem for religiao, e pesquisar e estudar, vai saber que a época no natal, não passa de uma idolatria inventada a séculos e que vai totalmente contra a religião de JESUS. Seu lixo, a globo é sionista, não queremos nossa cara estampada na globo, pq não somos e não fazemos parte do povo corrupto que vai contra os Ensinamentos de jesus, de Muhammad que foram homens de DEUS.

José Atento disse...

Vamos lá:
1. Eu o convido a ler o artigo "O Estado Islâmico é islâmico e representa o verdadeiro rosto do islão" http://infielatento.blogspot.ca/2015/06/o-estado-islamico-e-islamico.html. Depois de ler faça seus comentários com fundamentação. Usar de platitudes ou de ofensas (como você usou ambos no seu comentário acima) não é argumento.
2. Com respeito à atitude do islamismo (e não dos muçulmanos seculares) para com o Natal, eu discutí isso no artigo "Jihad contra o Natal" http://infielatento.blogspot.ca/2015/12/jihad-contra-o-natal.html. Por favor, leia, e, se quiser comentar, o faça com argumentos.
3. Quanto a idolatria, é sempre engraçado quando muçulmanos acusam os outros de idolatria, quando eles se prostram 5 vezes ao dia na direção de um meteorito negro situado no canto de um prédio, ou quando eles ficam zangados (até mesmo ao ponto de se tornarem violentos) quando a verdade sobre Maomé, um senhor da guerra e assassino em massa, é desvendada.
Abraços.

Anônimo disse...

De anônimo para anônimo se Muhammad era um homem de Deus então os participantes do estado islâmico também são pois estão fazendo a mesma coisa que o dito cujo fez quando iniciou sua campanha de conquista politico-religiosa, quanto a questão do papai noel em Gaza e principalmente em Belém é tolerada pelo dinheiro isso mesmo dinheiro pois os cristãos alimentam a economia da cidade com turismo principalmente no natal acho muito engraçado acusar os cristãos de consumismo quando o oriente médio sempre focou sua economia no comércio, vai nos países muçulmanos ricos para tu ver o que é consumismo e ostentação pois desfrutam com muito gozo dos avanços tecnológicos e produtos ocidentais.No quesito de na Bíblia não ter mandamento de comemorar o nascimento de cristo, a data foi culturalmente assimilada para mostrar a importância do mesmo para a fé cristã isso não é exclusivo do cristianismo tem países muçulmanos como Mali que comemoram o aniversario de Muhammad sim meu querido isso mesmo apesar de não está no alcorão.Acho engraçado esse povo que desfrutam da liberdade religiosa,politica e cultural quererem defender um sistema religioso que oprime seus fieis onde é realmente aplicado eu queria ver os mesmos chegarem a esses países com a lei sharia ou de maioria muçulmana e dizer que eles não estão praticando o verdadeiro islã da paz kkkkkkkkkk. O Islã cresce por natalidade,por conversões de idiotas que são poucos mais fazem barulho e por que matam ou prendem quem deixa a religião se não fosse principalmente por essa última colocação o islamismo entraria em ruínas mais rápido que o cristianismo nos estados seculares pois ele não se sustenta quando analisado de forma critica.

Anônimo disse...

É. Igualzinhos Jesus e Maomé. Jesus também mandou matar quem não acredita nele, tinha escravas sexuais, era pedófilo...
Me poupe! Não sei se você é um bom muçulmano praticando a Taqiyya ou um idiota útil. Tá tudo bem claro nos textos islâmicos que Maomé não passava dum monstro filho do diabo. Dizer que Jesus é da mesma raça de Maomé é uma grande blasfêmia contra Ele.

Anônimo disse...

Muçulmano bom é muçulmano secular que nem liga pra alcorão.