terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Egito: ataque à bomba na Catedral de São Marcos


A Catedral de São Marcos é a sede da Igreja Cristã Ortodoxa do Egito e sede do cargo de seu líder espiritual, o Papa Tawadros II.  Explodir uma bomba nela é como explodir o Vaticano, o que é algo certo de acontecer no futuro próximo.

O atentado aconteceu durante a Santa Missa ocorrendo na Igreja de São Pedro e São Paulo, uma espécie de capela lateral. A bomba parece ter sido programada para maximizar a carnificina. Ao todo, 27 mortos e 65 feridos. O número de mortos deverá aumentar pois vários deles estão em estado grave. A maioria das vítimas são mulheres e crianças, pois a bomba explodiu em uma área destinada a mães com crianças.

https://youtu.be/fT8MT6-yba0 OK

Este vídeo mostra o interior da igreja, imediatamente após a explosão da bomba islâmica

Um outro vídeo disponível neste link do YouTube mostra a explosão ocorrendo pelo lado de fora, bem como um homem, considerado como um dos prováveis jihadistas.

A igreja também sofreu pesados danos. A bomba tinha entre 8 e 12 kg e foi colocada dentro de uma bolsa feminina, em um dos bancos de trás.

O presidente al-Sisi ofereceu um funeral de estado para as vítimas, e colocou o Egito em luto oficial de 3 dias. Este foi o mais mortal ataque contra uma igreja cristão no seu governo.

Existem aproximadamente 10 milhões de cristãos coptas no Egito. Os coptas são os habitantes originais do Egito. Com a conquista islâmica do Egito no século VII, os coptas se tornaram dhimis e têm sofrido perseguição constante, em intensidade variada, ao longo dos séculos, o que os levou de maioria a minoria.

Os jihadistas da Irmandade Muçulmana odeiam o Papa Tawadros e os cristãos coptas, ódio este aumentado por eles os culparem pela derrubada do regime da Irmandade Muçulmana em 2013 e considerando-os kuffar harbi, infiéis em guerra com o Islã cujas vidas podem ser legalmente tomadas.

"A explosão aconteceu quando uma missa dominical na capela estava prestes a terminar e coincidiu com um feriado nacional no Egito marcando o nascimento do Profeta Muhammad do Islã".

Maomé certamente estaria feliz com esta carnificina de káfirs, afinal foi ele quem expalhou o ódio contra todos aqueles que não o aceitam como profeta.

O escorpião será sempre escorpião ... é a sua natureza).

-----

Cristãos desafiam o Islão ao declararem abertamente que Jesus é Deus.

Em reação à explosão no complexo da Catedral de São Marcos domingo passado, um grupo de cristãos coptas foram para a rua rezar o "Creio em Deus" do Concílio de Nice, que declara abertamente que Jesus Cristo é o Filho de Deus, afirmação esta considerada como uma das maiores blasfêmias (shirk) por contraria o Alcorão 9:30.

A lei islâmica (Sharia) proíbe que cristãos expressem a sua fé em público, pois isso pode abalar a fé islâmica.

Segundo a Sharia, questionar o islão, de qualquer modo, quem quer que seja, é crime sério.

https://youtu.be/_phsVdeRFgo OK
Após ataque muçulmano a principal catedral, Cristãos no Egito declaram publicamente sua fé em Jesus


Referências

http://raymondibrahim.com/2016/12/12/egypts-deadliest-church-attack/

http://www.copticsolidarity.org/2016/12/11/blast-in-cairo-church-kills-27-injures-65/

http://www.cbsnews.com/news/st-marks-coptic-orthodox-cathedral-cairo-bombed-killing-dozens/

Nenhum comentário: