quinta-feira, 23 de março de 2017

Advinha que países são os mais poluídos do mundo?


Os países mais poluídos do mundo incluem a Arábia Saudita, o Kuwait, Catar, Bahrain e os Emirados Árabes Unidos, os mesmos que o prefeito João Dória acha muito bacanas e quer vender a cidade de São Paulo para eles
Além deles, o Irã, Omã, Líbia, Turquemenistão e Cazaquistão. E o que eles têm em comum?
Geospatial World. Mapa revela os países mais poluídos do mundo, e não são a Índia ou a China, as nações do Oriente Médio são as maiores culpadas.

Mesmo com o debate sobre os efeitos da mudança climática, aumento da temperatura global, e perda do gelo no ártico, uma série de mapas baseados em uma nova pesquisa revelam que a Arábia Saudita e o Kuwait são os países que mais poluídos do planeta, superando os suspeitos tradicionais, como a Índia e a China.

A pesquisa, realizada pelo site inglês Eco Experts, é baseada nos dados da Agência Internacional de Energia e da Organização Mundial da Saúde, e classifica a Arábia Saudita como o país mais poluído do mundo, com a maior poluição do ar, e o Quênia como os menos poluído.

A pesquisa classificou o desempenho de cada país em cinco parâmetros: consumo de energia per capita; emissão de CO2 per capita; poluição do ar por 10,000 mortes capita atribuíveis a poluição do ar; e produção de energia renovável. A classificação de cada país foi uma média desses parâmetros, que dão uma idéia geral da 'toxidade' de cada país.

Veja o mapa mundi que oferece uma visão global. Verde indica o menos verde, e o marron representa os mais poluidores



Ásia e Oriente Médio



Europa



África



América do Sul



América Central





quarta-feira, 22 de março de 2017

Brasil, colônia islâmica: governo avança cooperação militar com Emirados Árabes e com a Arábia Saudita


Governo inimigo do povo ou bando de idiotas?

Primeiro foi o prefeito João Dória ir de pires na mão pedindo que os islâmicos comprem as propriedades do povo paulistano

Depois, um acordo que isenta de visto os cidadãos dos Emirados Árabes Unidos. 

Agora vêm à tona uma "cooperação estratégica na área militar", segundo um artigo publicado na Revista da Sociedade Militar intitulado Árabes pretendem ABRIR ESCRITÓRIO no Brasil para tratar de assuntos de DEFESA. COOPERAÇÃO ESTRATÉGICA com Arábia SAUDITA.

atualização em 24 de abril de 2017. O mal está feito: Aprovado acordo de cooperação em Defesa entre Brasil e os emirados Árabes Unidos.

Que festa.
Árabes pretendem ABRIR ESCRITÓRIO no Brasil para tratar de assuntos de DEFESA.
Mas, que interesse estratégico o Brasil teria com países do outro lado do mundo, com os quais não temos afinidades alguma, seja cultural ou histórica, são campeões no desrespeito aos direitos humanos universais, e fora da lista dos países mais avançados militarmente?  
COOPERAÇÃO ESTRATÉGICA com Arábia SAUDITA está na Mira do Ministro da Defesa. O MINISTRO declarou também que pretende receber os árabes em academias militares brasileiras.
Receber os árabes nas academias militares brasileiras? Para fazer o que? Treinamento em Jihad? Apresentar uma versão higienizada do islamismo sem dizer quem foi Maomé? Converter os oficiais das forças armadas do Brasil ao islamismo? (Ministro, me convide para falar a verdade sobre o islamismo nas academias militares)
Raul Jungmann,  ministro da Defesa,  recebeu nesta quinta-feira, 16 de março, diplomatas e o ministro dos Negócios Estrangeiros dos Emirados Árabes, Xeique Abdullah Bin Zayed Al Nahyan. No encontro falou-se sobre cooperação estratégica entre Brasil e Arábia Saudita.  Há intenção da defesa de buscar fortalecimento nas relações bilaterais e de cooperação entre os dois países. O Xeique Abdullah anunciou no evento que os árabes tem interesse em abrir um escritório no Brasil para tratar dos assuntos de defesa.
 O Ministério da Defesa tem intenção de buscar fortalecimento nas relações bilaterais entre os dois países? Com que finalidade? O que o Brasil ganha com isso?
Raul Jungmann disse: “Temos interesse em contar com militares dos Emirados Árabes em escolas de formação militar no Brasil e também em adquirir a expertise das Forças Armadas dos Emirados”. Jungmann pretende construir uma agenda comum para os dois países nas áreas de tecnologia e segurança, estabelecendo diálogos entre as bases da indústria de defesa e de serviços. O ministro deve ir em breve à Arábia Saudita.
Desde quando o Brasil tem interesssa em contar com militares islâmicos nas escolas de formação militar? Quem definiu isso? Que benefícios de segurança e defesa isso irá trazer para o Brasil? 

O ministro pretende "construir uma agenda comum." O que temos de comum, ministro? 

E eu achava que o Brasil estava mal tendo Aldo Rebelo, do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) como ministro da defesa. Parece que não mudou nada tendo Raul Jungmann, do Partido Popular Socialista (PPS), como ministro. Ministério da Defesa é coisa séria. Não se pode nomear amadores para dirigir algo sério. Em ambos os casos, a culpa é do presidente que os nomeou. 

Agora, vamos pensar algo. 

Não temos nada em comum nem com Emirados Árabes Unidos e nem com a Arábia Saudita, notadamente na área de defesa.

Seria de se esperar que o Brasil buscasse parcerias na área de defesa que o levassem se fortalecer tanto tecnológica como militarmente. O que os Emirados Árabes Unidose a Arábia Saudita podem nos oferecer? Vejamos. Em termo de produção de armamentos, ambos não produzem nada, pois eles compram tudo dos Estados Unidos. Em termos de tecnologia, eles também não desenvolvem nada. Para eles repassarem para nós a tecnologia dos Estados Unidos eles precisam da autorização do detentor da tecnologia, os Estados Unidos. Não seria mais interessante então reforçar a parceria com os Estados Unidos? Alé de irmos à fonte, temos muito mais afinidade com os Estados Unidos. 

E que experiência militar os Emirados Árabes possuem? 

E que experiência militar a Arábia Saudita possui, exceto a de destruir Iêmen? Veja por exemplo Humans Right Watch acusa Arábia Saudita de crimes de guerra no Iêmen, ou Especialistas da ONU alertam sobre os crimes de guerra cometidos pela coalizão liderada pela Arábia Saudita no Iêmen, ou Analista diz que Arábia Saudita comite crimes de guerra de forma sistemática no Iêmen

O Brasil está se alinhando com países criminosos de guerra. 

Isso não tem lógica. Não seria mais inteligente reforçar ou desenvolver parcerias com países que efetivamente detém e desenvolvem tecnologia militar? 

Abaixo, apresentamos os países mais desenvolvidos em termos militares. A lista inclui parceiros que seria formidáveis. Quer variar, que tal a Índia? Mas, ao invés disso, o ministro Jungmann está alinhando o Brasil com pé rapados em termos de tecnologia militar.

O Brasil está se tornando uma colônia islâmica muito rápido, e com o conluio dos nossos governantes. Lamento informar, mas isso é uma política de infiltração, dentro de um processo de islamização das forças armadas brasileiras. As forças armadas são o último baluarte que nos resta. Não é a toa este esforço em penetrar nelas. 

(um artigo externo que também trata deste assunto O Brasil e os Emirados Árabes)

Países mais desenvolvidos tecnologicamente na área militar. Se for para obter technologia, eis aí um grupo seleto:
  1. Estados Unidos
  2. Rússia
  3. China
  4. Índia
  5. Reino Unido
  6. França
  7. Alemanha
  8. Turquia
  9. Coréia do Sul
  10. Japão
Agora, em termos de poder militar, os 10 primeiros são:
  1. Estados Unidos
  2. Rússia
  3. China
  4. Índia
  5. França
  6. Reino Unido
  7. Japão
  8. Turquia
  9. Alemanha
  10. Itália
O curioso é que o Brasil ocupa a 15a colocação. Mas e os "poderosos" parceiros do ministro Jungmann, onde estão? A Arábia Saudita ocupa a 24a colocação, e os Emirados Árabes Unidos ocupam a 58a colocação. 

Ministro, vamos aprender o que com quem está atrás de nós?




sábado, 18 de março de 2017

Geert Wilders, o político europeu que fala a verdade sobre o islão (e é perseguido politicamente por isso)


Conheça Geert Wilders. Ele é o líder do Partido da Liberdade (PVV) da Holanda. As propostas econômicas do PVV estão mais para a esquerda do espectro político, com um alinhamento em favor dos direitos das mulheres, e membros da comunidade LGBT. Contudo, o PVV tem uma postura nacionalista, o que é algo hoje dezprezado pelos grandes conglomerados do capitalismo corporativo e pela esquerda globalizante. E, para piorar, o PVV é anti-islão e, vê com reservas a imigração de muçulmanos, por vê-los como ponta-de-lança da Sharia. Em um mundo coerente, a esquerda o apoiaria, pois o islamismo representa tudo aquilo que a esquerda deveria rejeitar. Mas nós não vivemos em um munco coerente, e a imprensa pró-islâmica faz de tudo para rotular Geert Wilders e o PVV como extrema-direita. Por incrível que pareça, até mesmo a Veja entrou na farra


O fato é que o capitalismo corporativo e a esquerda globalizante se aliaram como capachos dos islamistas. E quem usa o cérebro e é anti-jihad e anti-sharia é logo taxado de "ultra-direita" e "promotor do ódio",  e um "deplorável." 


Rotular os outros para tentar desacreditá-los é uma falácia lógica. 


Geert Wilders tem sido perseguido politicamente na Holanda. Mesmo assim, o seu partido tem tido um crescimento constante a cada eleição. Nas eleições gerais de março 2017, o PVV obteve 13% dos votos, crescendo de 15 para 20 deputados, tornando-se o segundo partido mais importante na Holanda. Já o vencedor, o partido conservador VVD, viu a sua margem despencar de 41 para 33 deputados. 


Geert Wilders foi processado duas vezes pelos seus inimigos políticos, por ele expressar libremente as suas idéias com respeito ao islamimo. Na primeira tentativa, em 2012, ele foi processado por "ofender uma religião", mas o processo desmoronou quando um juiz tentou influenciar uma testemunha de defesa. Mas desta vez, ele foi condenado. O motivo deste segundo processo foi ele ter criticado os marroquinos, que é o maior grupamento islâmico na Holanda. Na verdade, a sua ofensa for ter perguntado, em um comício, se a multidão desejava mais ou menos marroquinos. A multidão disse que desejava menos. 


O processo foi político. Isto é evidente ao se comparar a pergunta de Geert Wilders com as declarações feitas por membros do Partido Trabalhista da Holanda, que, naturalmente, nunca foram processados:

  • "Nós também temos marroquinos de m**** aqui." Disse Rob Oudkerk, político do Partido Trabalhista Holandês (PvDA).
  • "Devemos humilhar os marroquinos". Disse Hans Spekman, político do PvDA.
  • "Os marroquinos têm o monopólio étnico sobre problemas." Disse Diederik Samsom, político do PvDA.
A reação de Geert Wilders à sua condenação foi defender a liberdade de expressão. Ele diz que a Holanda está doente, e que ele foi condenado por ter feito uma pergunta sobre os marroquinos. Na mesma semana da sua condenação, um sem número de candidatos a asilo marroquinos aterrorizavam ônibus em Emmen e sequer tiveram que pagar uma multa (Gatestone). Geert Wilders não é o primeiro europeu a ser processado por dizer a verdade sobre o islamismo (Gatestone). 

A Holanda é um país cujo cineasta mais famoso foi assassinado por um islamista, cuja mais brava refugiada, caçada por uma fatwa, fugiu para os EUA e cujos cartunistas devem viver sob proteção. A Holanda deveria pensar duas vezes antes de condenar por "discurso de ódio" um deputado, cujos comentários sobre o Islã o obrigaram a viver sob proteção de 24 horas por mais de uma década. A Holanda de Erasmus não é mais um refúgio seguro para os pensadores livres. Ela se tornou um pesadelo para a liberdade de expressão. Geert Wilders usa um colete à prova de balas para falar em público. Quando ele vai para um restaurante, seu detalhe de segurança deve primeiro verificar a segurança do local. A vida de Wilders é um pesadelo. "Estou preso", disse ele, "enquanto que eles estão andando livres."



Bem, conheça Geert Wilders, por ele mesmo, em 3 vídeos. No primeiro, seus pensamentos em poucas palavras.


https://youtu.be/_XwpggN8eGo OK

O pensamento de Geert Wilders em poucas palavras

No vídeo abaixo, o líder da oposição holandesa Geert Wilders discute os perigos da islamização do Ocidente e da crescente influência da lei da Sharia. Ele esboça seus planos para defender a identidade e a civilização ocidental da doutrinação.

https://youtu.be/m0AkOkbae8A ok
Em defesa do Ocidente 

Em um outro vídeo, Geert Wilders envia um recado para os turcos: a Turquia nunca será parte da União Européia. 


https://youtu.be/PHTBp4R93BY OK




Leia também este artigo do blog Tião Cazeiro intitulado Geert Wilders.


A operação "Carne Fraca" atinge a "certificação halal"?


A Polícia Federal desencadeou a Operação Carne Fraca, a maior da sua história. Esta operação desmascara operações criminosas de grandes empresas do setor de abate e frigoríficos do país: venda de carnes estragadas e adulteradas no país. Estas grandes empresas incluem a BRF, dona da Sadia e da Perdigão, e a JBS, proprietária da Seara, Friboi e Swift, a Peccin (alimentos Italli) e a Larissa, bem como fiscais do Ministério da Agricultura. De acordo com a PF, os fiscais facilitavam a produção de alimentos adulterados e emitiam certificados sanitários sem realizar a fiscalização de fato, mediante o pagamento de propina. (Veja)

Estão involvidos ainda o grupo Argus, o frigorífico Souza Ramos, a Princípio Alimentos Ltda. (que foi chamada pela PF como testemunha), a Sub Royal Comercio De Alimentos, além da Medeiros, Emerick & Advogados Associados, Rainha da Paz, Unifrango Agroindustrial S.A., Frigomax Frigorífico e Comércio de Carnes Ltda., Bio-Tee Sul Am. Indústria De Produtos Químicos E Op. Ltda. e Primor Beef Jjz Alimentos S.A. (Agora, Veja)

O frigorífico Peccin Agroindustrial Ltda., baseado em Curitiba e dono da marca Italli Alimentos, é responsável por algumas das fraudes mais graves detectadas pelos investigadores. Uma das provas coletadas pela Polícia Federal contra a Peccin é um diálogo entre Idair Antonio Piccin, dono do frigorífico Peccin, e Nair Klein Piccin, sua mulher e sócia. Na conversa, gravada pela PF em março de 2016, o casal discute a utilização de carne de cabeça de porco na fabricação de linguiças, o que é proibido por lei. (Carta Capital)

A reportagem da Veja traz um resumo do involvimento criminoso da BRF, da JBS, da Peccin e da Larissa, incluindo crimes de corrupção, passiva e ativa, concussão, peculato, prevaricação, advocacia administrativa, falsificação e adulteração de substância ou produtos alimentícios e lavagem de dinheiro. Uma matéria da em.com traz uma lista com o nome das pessoas que tiveram diferentes tipos de prisão decretatas, bem como uma lista completa das empresas atingidas com mandatos de busca e apreensão (ver esta lista ao final do artigo).

O que nos chama a atenção que é estes grandes grupos (BRF, JBF e Peccin), bem como várias dentre as outras empresas menores, estão envolvidos no esquema da certificação halal. Por exemplo, a BRF é dona da Sadia Halal. (Veja uma lista da indústria alimentícia com certificação halal, bem como alguns dos produtos halal vendidos no Brasil neste link). Existem indícios de que carne de animais abatidos segundo a carnificina ritualística islâmica halal são comercializados no Brasil, sem que exista qualquer tipo de identificação (algo que contraria o Decreto nº 2.244, de 1997, que estabelece que abate religioso é permitido apenas quando destinado ao consumo por parte da comunidade religiosa que os requeira).

Até que ponto as atividades criminosas levantadas pela Operação Carne Fraca atingem a certificação halal? Não sabemos, mas iremos monitorar isso bem de perto.

Se opor à certificação halal, incluindo aí produtos não comestíveis na indústria de cosméticos / produtos de higiene pessoal, deve ser feita pelas seguintes razões:
  1. o abate de aves, bovinos e caprinos é desumano (existem métodos modernos de abate no qual o animal não sente dor e que permitem a drenagem do sangue); 
  2. a certificação halal impõe discriminação baseada em religião (apenas muçulmanos podem fazer este trabalho, proibido para ateus e pessoas de outras religiões - isso é anti-constitucional); 
  3. toda a indústria de abate no Brasil está adotando o abate halal como modo de "cortar os custos";
  4. agências reguladores islâmicas internacionais são pagas para emitir a "certificação halal." 
  5. o consumidor compra produtos halal nos supermercados e açougues sem saber, pagando indiretamente pela certificação (é como se os consumidores estivessem pagando um dízimo sem saberem) - contrariando o Decreto nº 2.244, de 1997
  6. Parte do dinheiro da certificação halal é utilizada para financiar a islamização do Brasil, através da construção ou manutenção de mesquitas e massalas (pequenas salas de oração), e material promocional de diversos tipos, sejam panfletos, livros, vídeos, matérias pagas, etc. 
  7. Parte do dinheiro da certificação halal é destinada à zakat, espécie de dízimo islâmico, que, segundo a lei islâmica (Sharia) parte deve ser destinada para a Jihad (algo que acontece em prática quando o mesmo é destinado a "caridades islâmicas" tais como a Irmandade Muçulmana, o Hamas, etc.)
Além disso, é uma uma violação do ensino cristão proibindo o consumo de alimento oferecido a uma divindade pagã, que exige a conversão forçada, perseguição ou, em última análise, a morte dos que não aderem a ela, bem como faz mal a saúde.

Assista ao vídeo abaixo e entenda porque a certificação halal é um engodo, criado para enriquecer os capitalistas islâmicos.

O engodo da "Certificação Halal"

Leia mais sobre "halal", e porque é importante lutarmos contra isso, no artigo Boicote Produtos Halal.

E veja neste link uma lista de artigos e vídeos sobre a indústria halal e sua ramificação no Brasil.

Grupo BRF, salientando-se produtos explicitamente halal

A BRF é dona da Sadia Halal 

Se você se se interessou por este artigo, talvez você também se interesse por esses outros:
PS. Uma reportagem que acusa esta crise de ter apenas um objetivo: criar um "cartel da carne" no Brasil.
https://www.facebook.com/joicehasselmann/videos/1462632983808886/


Empresas e órgãos com mandatos de busca e apreensão:

1. ATEFFA
2. BALABAN & GONÇALVES ADVOGADOS
3. BG CONSULTORIA EMPRESARIAL LTDA. ME
4. BIG FRANGO INDUSTRIA E COM. DE ALIMENTOS LTDA.
5. BIO-TEE SUL AM. IND. DE PROD. QUÍM E OP. LTDA
6. BRF – BRASIL FOODS/ BRF S.A.
7. BRF – BRASIL FOODS/BRF S.A.
8. BRF – BRASIL FOODS/BRF S.A. 01.838.723/0102-70
9. BRF – BRASIL FOODS/BRF S.A. 01.838.723/0304-68
10 BRF – BRASIL FOODS/BRF S.A. 01.838.723/0182-55
11. BR ORGAN FERTILIZANTES DO BRASIL LTDA. 15.621.509/0001-29
12. CODAPAR/CLASPAR (EADI/FOZ) 76.494.459/0081-35
13. DAGRANJA AGROINDUSTRIAL LTDA./DAGRANJA S/A AGROINDUSTRIAL 59.966.879/0026-21
14. DALCHEN GESTÃO EMPRESARIAL LTDA. 10.597.190/0001-20
15. DINÂMICA IMP. EXP. IND. COM. ALIMENTOS LTDA. 04.755.950/0001-87
16. DOGGATO CLINICA VETERINÁRIA LTDA.ME 05.822.910/0001-73
17. E.H. CONSTANTINO 07.912.350/0001-73
18. ESCRITÓRIO CENTRAL SUBWAY BRASIL / SUBWAY SYSTEMS DO BRASIL LTDA 02.891.567/0002-01
19. MAPA – Esplanada dos Ministérios, BL. D, 8º Andar, sala 847 Brasilia/DF
20. FENIX FERTILIZANTES LTDA./PORTAL OPERAÇÕES PORTUÁRIAS 01.304.503/0001-13
21. FORTESOLO SERVIÇOS INTEGRADOS LTDA. 80.276.314/0001-50
22. FRANGO A GOSTO 19.483.501/0001-02
23. FRATELLI COMERCIO DE MASSAS, FRIOS E LATICINIOS LTDA. ME 07.197.112/0001-23
24. FRIGOBETO FRIGORÍFICOS E COMERCIO DE ALIMENTOS LTDA. 16.956.194/0001-33
25. FRIGOMAX- FRIGORÍFICO E COMERCIO DE CARNES LTDA. 04.209.149/0001-36
26. FRIGORÍFICO 3D 05.958.440/0001-70
27. FRIGORÍFICO ARGUS LTDA. 81.304.552/0001-95
28 FRIGORÍFICO LARISSA LTDA. 00.283.996/0001-90
29. FRIGORIFICO OREGON S.A. 11.410.219/0001-85
30. FRIGORÍFICO RAINHA DA PAZ 03.990.431/0001-30
31. FRIGORÍFICO SOUZA RAMOS LTDA. 82.345.315/0001-35
32. INDUSTRIA DE LATICINIOS S.S.P.M.A. LTDA. 05.150.262/0001-56
33. JBS S/A 03.853.896.0001-40
34. LARA CONSULTORIA EMPRESARIAL LTDA. 20.274.224/0001-07
35 LABORAN ANÁLISES CLINICAS LTDA. – EPP 76.652.122/0001-24
36. MASTERCARNES
37 MC ARTACHO CIA LTDA. 04.976.126/0001-57
38. MEDEIROS, EMERICK & ADVOGADOS ASSOCIADOS 10.890.129/0001-76
39. MORAR ASSESSORIA E EMPREENDIMENTOS 78.973.641/0001-10
40. NOVILHO NOBRE INDUSTRIA E COMERCIO DE CARNES LTDA.
41. PAVIN FERTIL INDUSTRIA E TRANSPORTE LTDA. / AJX TRANSPORTES LTDA. 05.762.689/0001-05
42. PECCIN AGRO INDUSTRIAL LTDA. / ITALLI ALIMENTOS 09.237.048/0001-92
43. PRIMOCAL IND. E COM. DE FERTILIZANTES LTDA. 77.518.439/0001-35
44. PRIMOR BEEF – JJZ ALIMENTOS S.A. 18.740.458/0002-23
45. RADIO CASTRO LTDA. 76.106.772/0001-74
46. SANTA ANA COMERCIO DE ALIMENTOS LTDA. 17.622.097/0001-77
47. SEARA ALIMENTOS LTDA. 02.914.460/0130-58
48. SIMÃO SOCIEDADE DE ADVOGADOS LTDA. 09.601.896/0001-39
49. SMARTMEAL COMERCIO DE ALIMENTOS LTDA. 07.782.913/0001-56
50. SUB ROYAL COMERCIO DE ALIMENTOS LTDA. 19.412.845/0001-12
51. SUPERINTENDENCIA FEDERAL DE AGRICULTURA EM MINAS GERAIS
52. SUPERINTENDENCIA FEDERAL DE AGRICULTURA EM GOIAS
53. SUPERINTENDENCIA FEDERAL DE AGRICULTURA NO PARANÁ
54. SERVIÇO DE VIGILÂNCIA AGROPECUÁRIA NA FRONTEIRA DE FOZ DO IGUAÇU SVA/PR
55. SERVIÇO DE VIGILÂNCIA AGROPECUÁRIA EM PARANAGUÁ – SVA/PR
56. UNIDADE TÉCNICA REGIONAL AGRÍCOLA DE LONDRINA – UTRA/PR
57. UNIDADE DE VIGILÂNCIA AGROPECUÁRIA ADUANA ESPECIAL DE MARINGÁ – UVAGRO/PR
58. UNIDOS COMERCIO DE ALIMENTOS LTDA. 16.588.374/0001-00
59. UNIFRANGOS AGROINDUSTRIAL S.A. / COMPANHIA INTERNACIONAL DE LOGISTICA
04.883.352/0001-93
60. BREYER E CIA LTDA. 75.130.245/0001-32
61. FABRICA DE FARINHA DE CARNE CASTRO LTDA. EPP 77.720.076/0001-16
62. LOGISTICA DISTRIBUIDORA LTDA. (INTEGRACAO LOGISTICA, DISTRIBUICAO LTDA) 06.962.645/0001-91
63. TRANSFRIOS TRANSPORTE LTDA. 80.654.387/0001-39
64. PECIN AGROINDUSTRIAL LTDA. ME 09.237.048/0001-92
65. CENTRAL DE CARNES PARANAENSE 73.368.151/0001-70
66. WEGMED – CAMINHOS MEDICINAIS LTDA. 11.933.999/0001-48
67. ARTACHO CASINGS
68. INDUSTRIA E COMERCIO DE COUROS BRITALI LTDA.
07.419.292/0001-40
69. MORRETES AGUA MINERAL LTDA. 12.445.182/0001-93
70. BRF – BRASIL FOODS/BRF S.A. em Mineiros/GO
71 MAPA – Esplanada dos Ministérios

domingo, 5 de março de 2017

Atualizações em fevereiro de 2017

Veja o que entrou de novo no blog em fevereiro de 2017, exemplificando a aplicação da lei islâmica Sharia ao redor do mundo, seja por governos de países com maioria muçulmana, grupos islâmicos ou mesmo ações individuais.

Apostasia

Clérigo curdo diz que matar ex-muçulmanos que se converterem para o Zoroastrianismo é algo permitido
Em entrevista ao Serviço Persa da BBC, Mulla Hassib de Sulaymaniyah diz que os muçulmanos curdos que estão deixando o Islã para se juntar ao Zoroastrismo e a outra religião, devem receber um período de três dias para revertersua decisão ou "devem ser mortos e executados". (basnews)

Direitos das Mulheres sob o Islão: Parte 1Parte 2
A imigração muçulmana aliada ao políticamente correto do Ocidente estão tornando as mulheres ocidentais igualmente sem defesa frente ao avanço implacável da Sharia.
Grã-Bretanha: predadores sexuais muçulmanos de Rotherham gritam "Allahu akbar" ao ouvirem suas sentenças de prisão
Uma gangue de seis predadores sexuais muçulmanos gritaram 'Allahu Akbar' ao serem condenados por um total de 81 anos sobre o abuso sexual "sórdido" de duas meninas em Rotherham. Três irmãos e três outros homens foram condenados por crimes como estupro, agressão indecente e prisão falsa depois que as vítimas pré-adolescentes foram "sistematicamente aliciadas". (BreitbartMirror)
O escândalo sexual de Rotherham, no qual 1.400 meninas foram abusadas sexualmente por gangues de estupro muçulmanas, em sí só já era bastante ruim. Depois, vieram notícias chocantes de que até um milhão de garotas britânicas foram abusadas sexualmente por gangues muçulmanas, um comportamento sancionado pelo Alcorão.

Um caso de mutilação genital feminina relatado a cada hora no Reino Unido
Entre abril de 2015 e março de 2016 houve 8.656 vezes em que mulheres ou meninas foram atendidas em consultórios médicos ou hospitais e o problema foi avaliado - o equivalente a um a cada 61 minutos. (Independent) A inépcia do governo britânico em prender quem faz e os pais ou responsáveis é algo igualmente criminoso.

Afeganistão: esposa-criança tem suas orelhas arrancadas por "falar com outros homens"
Zarina, que casou aos 13 anos, teve suas orelhas arrancadas pelo seu marido. Ele a proibia de se comunicar até mesmo com a sua família, e ela desejava o divórcio. Ele esta foragido. (Daily Mail)

Afeganistão: multidão ataca delegacia e mata os namorados
Uma multidão armada, incluindo os parentes da mulher, atacou uma delegacia, arrastando o jovem casal de namorados e os matando em seguida. (NYTimes)

Meninas iázidis são vendidas como escravas sexuais enquanto mulheres marcham contra Trump
Mulheres cheias de privilégios reclamando que têm que pagar impostos quando compram absorventes ... mas se calam com respeito às mulheres iázides ou cristãs que são escravizadas sexualmente pelo Estado Islâmico. (Gatestone)

Canadá: refugiado sírio assedia sexualmente 6 adolescentes em piscina pública
Soleiman Hajj Soleiman, de 39 anos, e pai de 6 filhos, foi preso após 6 meninas terem chamado a ajuda do salva-vidas da piscina do West Edmonton Mall World Waterpark. O refugiado sírio estava as assediando sexualmente na piscina. (GlobalNews)

Canadá: crime em defesa da honra ... mulher morta por não usar o véu islâmico
A paquistanesa Bano Shahdady jogou fora seu niqab e largou o marido. O marido, também paquistanês, a matou disfarçado em um niqab. A vítima foi estrangulada, tendo lutado por sua vida por 30 minutos. O crime ocorreu em Toronto, em 2011, e o marido foi condenado a 17 anos de prisão. (Tarek Fatah)

Suécia: 38.000 mulheres mutiladas genitalmente
O Departamento de Saúde estima que existem 38.000 meninas e mulheres mutilados genitalmente na Suécia. O relatório diz também que muitas delas tentam esconder o fato porque não querem causar problemas para seus pais. O trabalho envolve as meninas e mulheres que chegam à Suécia oriundas de países onde a prática é prevalente. (advinha que países são esses?) (Friatider)
A "circuncizão feminina" é proibida na Suécia.

Suécia: "governo feminista" se curva ao islão
A parte de cima da foto mostra as mulheres do governo da Suécia, que se auto intitula "o primeiro governo feminista do mundo", tirando uma foto em protesto ao presidente Trump, considerado por elas como misógino (apesar dele empregar homens e mulheres, sem distinção, nas suas empresas).
A parte de baixo da foto mostra estas mesmas mulheres do "primeiro governo feminista do mundo" visitando o Irã e se encontrando com o Presidente  Rouhani. E como elas se vestem? Sim, se submetendo ao islão e cobrindo a cabeça. (UN Watch)
Estas "feministas" usufruem da sociedade liberal criada pelo sangue e suor de homens e mulheres. E agora, elas pegam estas liberdades que elas herdaram e as destroem, rendendo-se ao islão. Elas são traidoras e hipócritas!


Suécia aceita casamento de menores satisfazendo a Sharia
Uma corte suéca aceitou a validade do casamento de uma menor de 14 anos com o seu primo. A corte alegou que a menina é "madura" e também citou motivos religiosos e culturais. Ao fazer isso, esta corte abre um precendente e valida o casamento de mulheres menores de idade se ocorrerem por "motivos religiosos." A corte se submeteu à Sharia. (Speiza). 

Suécia: casamentos de menores "imigrantes" são comuns  
A Agência de Imigração identificou 132 crianças casadas, sendo 129 meninas e 3 meninos. A maioria tinha 16 ou 17 anos, sendo que 14 deles eram menores de 15 anos. A maioria das crianças vêm da Síria, do Iraque ou do Afeganistão. O Provedor de Justiça analisou a situação em Malmö em 2015. Foram identificadas 65 crianças casadas, sendo que 61 delas tiveram autorização da justiça para continuar vivendo com seu marido (Expressen). Outras duas reportagens discutem vários casos onde as "noivas" (meninas) são estupradas e engravidadas (Barometern, vlt)

EUA: professor universitátio defende estupro e escravidão sob a Sharia 
O professor Jonathan Brown, um muçulmano convertido do International Institute for Islamic Thought, uma organização ligada à Irmandade Muçulmana e que funciona dentro da (outrora católica) Universidade Georgetown, deu uma aula na qual ele fez afirmações que o levariam à demissão, se os tempos fossem outros. Leia mais sobre isso neste artigo clicando aqui.  

Europa: "refugiados" matam mulheres que os ajudam
  1. Suíça: Migrante nigeriano é preso por esfaquear uma "ajudante de refugiados" à morte. Um migrante nigeriano de 27 anos de idade foi preso na Suíça depois de assassinar uma mulher de 22 anos, uma voluntária que ajudava requerentes a asilo na Alemanha, fugir do país (Breitbart). 
  2. Na Alemanha, Maria Ledenburger foi estuprada e morta por um candidato a asilo afegão de 17 anos no seu caminho para casa. Como Soopika, Ladenburger também ofereceu seu tempo ajudando solicitantes de asilo. (Breitbart)
  3. Na Suécia, no ano passado, um migrante somali esfaqueou a trabalhadora do centro de asilo Alexandra Mezher para morrer em um lar para migrantes menores de idade. O requerente de asilo acabou por não ser menor de idade depois que a polícia investigou seus antecedentes, levando muitos a questionar os métodos usados ​​pelo governo sueco para determinar a idade real dos imigrantes. (BreitbartBreitbart)
  4. Na Áustria, um migrante assassinou uma mulher que estava tentando ajudá-lo no ano passado. Uma americana trabalhando como babá em Viena foi estrangulada até a morte por um migrante gambiano em seu apartamento depois de deixá-lo ficar ali para evitar a deportação. Ele também foi capturado na Suíça depois de fugir do país. (Breitbart)
Nigéria: clérigo islâmico depila e estupra menina
Akeem Ibrahim, clérigo islâmico em Ikeja, disse para uma menina que ele sonhou que eles tinha se casado. Ele a levou para a sua casa onde ele depilou os pelos pubianos da menina e a penetrou com os seus dedos. A menina sofreu ferimentos, e ele está sendo julgado (Daily Post).


Video (camera escondida) mostra o que se ensina em madrassa na Inglaterra ... aterrorizante!
Islamismo na sua pureza e repugnância mais absoluta.


Bélgica: cada vez mais mesquitas sob controle salafista e wahabista
Um relatório do grupo belga OCAD diz que "um número crescente de mesquitas e centros islâmicos na Bélgica estão sob a influência de um aparelho de proselitismo wahhabi, salafista. Mais e mais mesquitas em Bruxelas, Antuérpia e Mechelen são estritamente wahhabistas." (Never Again Canada)

EUA: Muçulmano recém-converso assassina segurança privado
Joshua Andrew Cummings, de 37 anos, assassinou o segurança de uma empresa de segurança privada, na cidade de Denver, no Colorado. O mais interessante neste história é que os líderes da mesquita acharam que o recém-converso estava sendo radicalizado e decidiram notificar a polícia, que nada fez por ter medo de ser chamada de islamofóbica. (Denver Post)

EUA: metade dos presos por "terrorismo islâmico" são recém-conversos
A outra metade é oriunda de "comunidades muçulmanas estabelecidas." O estudo do Chicago Project on Security and Threats (CPOST), entre os anos de 2014 e 2016, conclui que apenas limitar a imigração islâmica não resolve o problema de segurança (Breitbart)

Crianças doutrinadas para odiarem quem pensa diferente
Isso é uma receita para a catástrofe.



O profeta (a paz esteja com ele) disse: "Se encontrardes alguém fazendo como o povo de Lot fez, matai aquele que faz e aquele a quem a coisa é feita." (Hadice Abu Dawood 38:4447) -- PS. O "povo de Lot" são os homens que aparecem na Bíblia querendo fazer sexo com os homens que se hospedaram na casa de Lot (Gênese 19:4-5)


Leia este artigo "Boicote Produtos Halal" para saber o que é "comida halal" e o porquê de boicotá-la. E visite os demais links.



Governo brasileiro rejeita prioridade a refugiados cristãos para atender agenda islâmica da ONU
Isso aconteceu em reunião de diversos grupos com o Ministério das Relações Exteriores (MRE) e a Secretaria de Direitos Humanos (SDH). Lamentavelmente, o Brasil torna-se mais um dos países do ocidente a discriminar contra as minorias do Oriente Médio (cristãos, iázides, ateus, homossexuais, bahais) para satisfazer os seus novos suseranos islâmicos. (Raciocínio Cristão)

https://youtu.be/_4oe9fbXyDA 

Ministro da Justiça afirma que Brasil irá aceitar todos os 'refugiados sírios', "não importa se forem 10 mil ou 100 mil" 
Ele estima em 5 mil novos "refugiados sírios" (ou seja, muçulmanos) durante 2017. Mas ele se mostra orgulhoso do governo não impor limites ao número de refugiados. afirmando que "o Brasil não limita, não importa a nacionalidade, não importa de são mil, 2 mil, 10 mil ou 100 mil." Ele diz que "o Brasil não indefere" [os pedidos de asilo], "o Brasil não devolve" [refugiados] (ou seja, entra qualquer um). Ele diz também que o governo irá investir 3 milhões de reais em 2017 para ajudar no assentamento dos refugiados, incluindo-se aí a sua inserção no mercado de trabalho. E esta quantidade será reavaliada em função do aumento do número de pedidos de asilo.
A rigor, a maioria é imigrante econômico, que não se enquadra como refugiado. Mas o governo está fazendo vistas grossas a isso, bem como deixando qualquer um entrar no Brasil.

https://youtu.be/rYZ9mKyzeZA 

Grupo terrorista Hezbollah planejou atentados contra Brasília
Documentos até então sigilosos revelam que organização militar libanesa enviou terroristas ao DF com o intuito de cometer ataques a representantes diplomáticos de Israel. Alguns foram identificados, inclusive com fotos (Correio Braziliense)



Pesquisa: maioria dos europeus vê com mal olhos imigração de muçulmanos
Pesquisa da Chatham House indica que cinquenta e cinco por cento das pessoas entrevistadas, em dez países europeus, disseram ser a favor do fim da migração oriunda de países muçulmanos. A pesquisa de 10.000 pessoas lança luz sobre o nível de ansiedade pública generalizada sobre a imigração muçulmana. A maioria em 8 dos 10 países é "favorável a interrupção de toda imigração de países muçulmanos", variando de 71% na Polónia, 65% na Áustria, 64% na Bélgica e na Hungria, 61% na França, 58% na Grécia, 53% na Alemanha, 51% na Itália, 47% no Reino Unido e 41% em Espanha. Em nenhum país o percentual de quem discordou da afirmação superou a 32%.

"Toda imigração adicional de muçulmanos deve ser interrompida"

França: Ataques anti-cristãos aumentam 245 por cento
Embora os ataques racistas, anti-muçulmanos e anti-semitas tenham sofrido uma queda enorme desde 2008, o ataques ao culto cristão mais do que dobraram neste período, informou na semana passada o Ministério do Interior da França.
Tendo documentado um número recorde de ataques anti-semitas e anti-muçulmanos em 2015, o governo francês gastou 100 milhões de euros em uma campanha anti-populista enorme para reduzir a islamofobia, o racismo e o anti-semitismo. Os ataques racistas, anti-semitas e anti-muçulmanos caíram acentuadamente em 2016, com um declínio de 23,7%, 58,5% e 57,6%, respectivamente. Estes ataques são definidos como incêndios, violência, degradação e ameaças - comentários, inscrições, cartas insultantes.
Contudo, neste ano, os ataques aos locais de culto cristãos aumentaram 17,4% em 2016 em comparação com 2015. (Breitbart)

França: Nova noite de violência em vários subúrbios de Ile-de-France
Como nas noites anteriores, vários incidentes surgiram nos subúrbios de Paris, principalmente em Seine-Saint-Denis, notadamente nas cidades de Neuilly-sur-Marne, Aulnay-sous-Bois, Bobigny e Clichy-sous-Bois. Em particular, os carros foram incendiados. De acordo com testemunhas no local, a circulação dos transportes públicos teria sido cortada em várias áreas de subúrbios parisienses. (RT)

França em chamas
Os distúrbios criados nos guetos islâmicos que ocorrem já fazem muitos anos, e que são ignorados pela grande imprensa (apenas noticiados pela imprensa local na França) estão ganhando proporções cada vez maiores. O "exército" de malfeitores cresce, alimentado com a imigração descontrolada. Basta um pequeno percentual de "imigrantes" sem nada a perder, aliados com os anarquistas de esquerda, e o caos está formado. O estopim para o quebra-quebra generalizado que está ocorrendo por dias a fio desta vez é uma suposta brutalidade da polícia. Uma grande parte da população muçulmana na França se vê como a vanguarda da conquista islâmica da Europa. Allhu Akbar!

Segundo o Le Figaro, a destruição está piorando. No início da semana, nas noites de 12 e 13 de fevereiro, 32 veículos foram queimados. No dia 14 e 15, cerca de 47 carros foram destruídos pelo fogo, assim como 59 caixas. Vidros foram quebrados e lojas saqueadas. A polícia parecia ter perdido o controle completamente, por vezes fugindo dos manifestantes amotinados em certos bairros. A balbúrdia se alastra por diversos bairros de Paris. (vídeos-Breitbart)

Alemanha: Merkel diz desejar 12 milhões de migrantes muçulmanos ... para manter população estável 
Justo quando o parlamento alemão votou em favor de acelerar a deportação compulsória de 300 mil pessoas, um relatório vazado do governo da chanceler Merkel disse que a Alemanha precisaria aceitar 12 milhões de migrantes nos próximos 40 anos para manter o tamanho da população da Alemanha estável. (Express) Mas, porque não trazer os desempregados (qualificados) de Portugal, Espanha e outros países europeus, ou mesmo da América Latina, que se integrariam na cultura alemã com muito mais facilidade? E também por que não oferecer incentivos para as famílias alemães terem mais filhos?

Itália: Estado Islâmico lucra com "contrabando de refugiados" para a Europa
Grupos terroristas islâmicos, incluindo o Estado islâmico, estão recebendo grande parte de sua receita de contrabando de migrantes para a Europa, disse Alessandro Pansa, chefe de inteligência da Itália. Quase 400 mil imigrantes chegaram à Europa por via marítima em 2016, e mais de 5.000 morreram ao tentar a viagem, estimam as agências de ajuda humanitária. (Breitbart)

Suécia: atentado contra o carro do chefe de polícia em Estocolmo
A Suécia era um paraíso. Agora, nem o chefe de polícia está isento. Malmo, a terceira maior cidade da Suécia, viu dezenas de tentativas de assassinatos, espancamentos, estupros e outras ofensas graves nos últimos meses, levando a polícia a pedir ajuda urgente à população local.
Em agosto passado, 16 carros foram incendiados em várias partes de Malmo, levando o número total de ataques de incêndio na cidade para mais de 70 desde julho de 2016.
Em julho de 2015, Malmo foi abalada por quatro ataques com granadas durante uma semana, acrescentando uma série de explosões, tiroteios e ataques incendiários. Violência de gangues foi responsabilizada pelos incidentes. (The Local, Infowars)

Suécia em chamas
Distúrbios no bairro de Rinkeby (Express). Existem 52 "zonas proibidas"  onde há grande concentração de imigrantes, e os distúrbios são frequentes e a polícia não tem controle (Express). 



Áustria: deputada muçulmana pede proibição de símbolos cristãos após o uso da burca ser proibida
Assim como muitos outros muçulmanos, ela tenta apagar a história e o papel que o cristianismo desempenhou no desenvolvimento e evolução dos ideais democráticos ocidentais. (Express)

Uma figura que mostra o colapso da imprensa internacional
Revista alemã Der Spiegel mostra, na sua capa, um desenho de Trump degolando a Estátua da Liberdade, como se ele fosse um jihadista. O fato é que Trump está lutando contra os jihadistas. O Der Spiegel está do lado de quem?



Imprensa internacional e ativistas raivosos promovem o assassinato de Donald Trump
Abaixo, a capa da edicão de fevereiro da revista irlandesa Village. Nos EUA, mais de 12 mil mensagens de twitter pedem pelo assassinato de Donald Trump, um número tão excessivo que o Serviço Secreto dos EUA não tem condições de investigar por completo (Mashable).


Canadá: parlamento pode aprovar "lei da blasfêmia contra o islão" e criminalizar a "islamofobia" (sem defini-la)
Sim, existe uma Moção que irá ser votada no dia 17 de fevereiro que cimenta o caminho para a "criminalização da islamofobia" ... sem que este termo seja sequer definido. (iPetitions, Canadians for Responsible Goverment)

Canadá: líderes islâmicos exigem um "plano de combate contra a islamofobia" 
Eles alegam que o tiroteio na mesquita de Quebec semana passada indica uma ampla "islamofobia" em todo o Canadá. Os líderes muçulmanos estão exigindo e insistindo que todo o nível do governo financie programas para combater a alegada discriminação contra os muçulmanos.  (Dailly Caller)

Canadá: líderes islâmicos exigem que islão seja ensinado nas escolas
Agora eles estão exigindo que as crianças canadenses sejam doutrinadas no ensino médio, sob o pretexto de "combater a islamofobia" e o racismo. Eles estão tentando convencer os canadenses de que existe uma doença mental causada pela "islamofobia".  (The Rebel)
Quantas vezes temos que repetir: O islão não é uma raça !!

Canadá: líderes islâmicos desejam a criação de um "dia islâmico de lembrança e ação"
Os líderes islâmicos no Canadá (ligados à Irmandade Muçulmana) sabem que têm no primeiro-ministro Justin Trudeau o aliado ideal e não estão perdendo tempo. Eles pedem que o governo declare o dia 29 de janeiro, a data do tiroteiro na mesquita de Quebec, como um "dia de lembrança e ação" islâmicos. (CBC)

Canadá: Orador Muçulmano em Toronto: “Devemos celebrar o nosso modo de vida… Até que o modo de vida deles se dissipe sob nossos pés”
A Lei de Tolerância Zero para Práticas Culturais Bárbaras do Canadá proíbe o casamento infantil, a poligamia e o casamento forçado. Agora, esta lei está sendo ridicularizada como “anti-Muçulmana”, provavelmente pelas mesmas pessoas que até recentemente estavam nos dizendo que tais práticas não tinham nada a ver com o Islã. (Tião Cazeiro)

Canadá: TV estatal questiona se crimes de imigrantes devam ser publicados
A CBC (Canadian Broadcasting Cooporation) em um twitter perguntou "Quando um refugiado enfrenta acusações criminais, o público deve ser dito?" O fato é que a CBC se tornou um espécie de "chefe de torcida" dos refugiados sírios e maximiza o que for positivo e esconde o que existe de negativo (CIJ News).


Canadá: imigrantes ilegais (islâmicos) começam a cruzar a fronteira vindos dos EUA
A exemplo da Merkel, o primeiro-ministro canadense abriu as portas para os muçulmanos ... e eles estão vindo. Usando como desculpa o novo governo dos EUA (do presidente Trump), muçulmanos vivendo ilegalmente nos EUA estão cruzando a fronteira com o Canadá, mesmo sob o frio do inverno canadense. Até agora, apenas algumas dezenas, mas espera-se que este número aumente com a chegada da primavera. (CBC, CBC)

Hungria irá receber "imigrantes europeus" fugindo do "Ocidente multicultural"
O primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban, disse que seu país abrirá os braços para os europeus ocidentais que fogem da imigração em massa e "dos senhores da política globalista". "Deixaremos entrar verdadeiros refugiados", disse Orban. (Breitbart)

EUA nega visto ao vice-presidente do Senado do Paquistão 
A decisão do governo Trump foi muito sensata, uma vez que o líder religioso (ou Mullah, ou Maulana) Abdul Ghafoor Haidri, o vice-presidente do Senado do Paquistão, e secretário-geral do Paquistão, é uma liderança religiosa e política que se posiciona contra a cooperação do Paquistão com a "Guerra Global contra o Terror" do governo dos EUA, e inclusive, faz campanha viajando pelo país incitando motins contra o governo paquistanês por ter tais ligações com o governo dos USA. O líder religioso (ou Mullah, ou Maulana) Abdul Ghafoor Haidri, antes de ganhar a eleição para a Assembléia Nacional, passou 4 anos preso devido à criação de motins contra a "Guerra Global contra o Terror". Em 2008, tornou-se vice-presidente do Senado do Paquistão.
Seu partido político é o "Jamiat Ulema-e-Islam", em urdu significa: Assembléia de Clérigos Islâmicos Sunitas Deobandi, e é um partido político formado pela coalizão de inúmeros partidos político-religiosos liderados por Mullahs (líderes religiosos islâmicos), sendo financiado e coordenado pela "Liga Islâmica do Paquistão". A ideologia de tal partido político, "Jamiat Ulema-e-Islam", é a de substituir a Constituição do Paquistão pela Lei Sharia do Islã.
"Jamiat Ulema-e-Islam", é o partido político que mais construiu Madrassas no Paquistão e é o responsável pela criação do "Movimento Talliban", durante o governo do Presidente General Zia, na década de 80.
Atualmente, o partido político do clérigo e vice-presidente do Senado paquistanês, que teve sua entrada impedida nos USA, controla 65% das Madrassas do país e tenta forçar a Lei Sharia como a lei do país. Sendo o principal formador de terroristas para todo o mundo. (AA)

África do Sul: casal é expulso da sua fazendo pelos mesmos imigrantes muçulmanos que ele acolheu com intenção de ajudá-los
Andrew e Rae Wartnaby foram atacados nas primeiras horas da manhã. Os imigrantes disseram que se o casal não saísse do próprio lar, eles os matariam. Os imigrantes alegaram que os seus benfeitores não estavam se esforçando o suficiente para conseguir que retornassem à sua terra natal ou ir para outro país e que era responsabilidade dos dois lhes prover mais dinheiro, passaportes e transporte! O casal teve que se esconder. (News24, NewObserver)
Esse não é o primeiro caso (e nem será o último) de pessoas bem-intencionadas que se tornam vítimas dos refugiados islâmicos que ajudam. A imprensa, em geral, tenta acobertar estes fatos.

Turquia: teoria da evolução sendo retirada do currículo das escolas
Este é mais um passo no avanço do islamismo verdadeiro na Turquia, sob o comando do "candidato a Califa" Erdogan. (O Globo)


Grã-Bretanha: Os muçulmanos superam os cristãos em mais de 30 escolas administrada por igrejas
A Igreja Anglicana da Inglaterra estimou que cerca de 20 de suas escolas têm mais alunos muçulmanos do que cristãos, enquanto que, de acordo com o Serviço de Educação Católica, em cerca de 15 escolas católicas o mesmo ocorre. Muitas das escolas parecem estar acomodando as práticas cristãs e muçulmanas. Algumas incorporaram orações islâmicas em seus atos de adoração e permitem que as meninas usem véu como parte do uniforme oficial. A Escola Primária de Todos os Santos, em Bradford, administrada pela igreja anglicana, vende hijabs para seus alunos. Especialistas em educação sugeriram que as escolas sejam transformadas em escolas seculares para evitar que os alunos se confundam. (Breitbart)

Leitura do Alcorão nas igrejas é uma “tendência preocupante”
Católicos e protestantes parecem não conhecer teor do livro sagrado do Islã (Gospelprime)



França: Muçulmano armado de facão gritando "Allahu akbar" ataques soldados franceses no Louvre
Um homem com facão foi baleado após atacar quatro soldados do lado de fora do Louvre. Um soldado sofreu uma lesão na cabeça. O jihadista foi baleado cinco vezes no estômago e está em estado crítico. Ele estava gritando 'Allahu Akbar' (que significa 'Alá é maior') de acordo com o prefeito de Paris, e possuia bombas de tinta em sua mochila. Depois de ter a sua entrada recusada, ele retirou a arma e foi baleado por um soldado, confirmaram as autoridades. O museu, que recebe dezenas de milhares de visitantes todos os dias, teve que ser evacuado (Mirror). A polícia francesa achou citações do Alcorão na conta do Twitter do jihadista que exaltam o martírio (The Local). Imagina se ele tivesse entrado no museu, a carnificina que ele teria feito, além de potencialmente estragar as pinturas com tinta.

Jihadistas do Estado Islâmico mataram 131 em um único dia
1. Iraque: um carro-bomba matou 59 pessoas, e feriu 66 perto de uma agência de automóveis (Reuters)
2. Paquistão: homem-bomba matou 72 e feriu 150 ao se explodir em um templo sufista (Hindustan Times).



EUA: mesquita pega fogo; agitadores acusam Trump; imã diz que incêndio não foi criminoso
A mesquita na cidade de Vitória, no Texas, pegou fogo. A turma anti-Trump começou a alardear que o incêndio tinha sido criminoso e que era conseguência da "retórica racista de Trump." Agora, o próprio imã desta mesquita vem a público dizer que o incêndio não foi criminoso. O interessante é que ele afirmou se favorável a política migratório do novo governo.   (IBT)


Perseguição Cristãos: Parte 1Parte 2
"Lute contra aqueles que não acreditam em Alá ou no Último Dia, que não proíbem o que foi proibido por Alá e Seu Mensageiro, e  que não reconhecem a Religião da Verdade (islão), mesmo que sejam do Povo do Livro (cristãos e judeus), até que paguem o imposto tributo jizyah em submissão, sentindo-se subjugados e humilhados. "[Outra tradução diz:] "paguem o imposto em reconhecimento da nossa superioridade e do seu estado de sujeição". (Alcorão 9:29)
O Verdadeiro Preconceito do Ocidente: Rejeição aos Cristãos Perseguidos
Estados Unidos, Grã-Bretanha e França têm ignorado as perseguições aos cristãos do Iraque, Líbano, Egito e Sudão, ao mesmo tempo em que correm para salvar os países muçulmanos ricos em petróleo como a Arábia Saudita e o Kuwait. Cristãos autóctones no Iraque e na Síria não só estão sendo expostos ao genocídio nas mãos do Estado Islâmico (ISIS) e de outros grupos islamitas, como também tiveram seus pedidos de imigração para os países ocidentais postos em segundo plano pela ONU. O governo alemão também está rejeitando pedidos de asilo de refugiados cristãos, deportando-os injustamente, segundo um pastor alemão. Quase um terço dos entrevistados disseram que o grosso da discriminação e violência vêm principalmente dos guardas dos alojamentos de descendência muçulmana. Quando alguém levanta a questão dos cristãs (e dos iázides), esse alguém é acusado de ser "intolerante" e "racista". (Gatestone)

França: Ataques anticristãos aumentam 245 por cento
Embora os ataques racistas, anti-muçulmanos e anti-semitas tenham sofrido uma queda enorme desde 2008, o ataques ao culto cristão mais do que dobraram neste período, informou na semana passada o Ministério do Interior da França.
Tendo documentado um número recorde de ataques anti-semitas e anti-muçulmanos em 2015, o governo francês gastou 100 milhões de euros em uma campanha anti-populista enorme para reduzir a islamofobia, o racismo e o anti-semitismo. Os ataques racistas, anti-semitas e anti-muçulmanos caíram acentuadamente em 2016, com um declínio de 23,7%, 58,5% e 57,6%, respectivamente. Estes ataques são definidos como incêndios, violência, degradação e ameaças - comentários, inscrições, cartas insultantes.
Contudo, neste ano, os ataques aos locais de culto cristãos aumentaram 17,4% em 2016 em comparação com 2015. (Breitbart)

Uganda: uma multidão de 90 assaltou sexualmente 15 mulheres cristãs em uma igreja
A multidão amarrou os homens cristãos e os espancou, depois eles estupraram 15 mulheres cristãs. Este ataque veio como represália às alegações de que o pastor da igreja tinha convertido muçulmanos ao cristianismo. A polícia chegou ao local duas horas depois do incidente ter ocorrido. (Christians of Pakistan)

Indonesia: católicos acusam imã radical de blasfêmia na Corte Suprema
Um ação sem precedentes na Indonésia, um grupo católico acusou o clérigo radical Habib Riziek de balsfêmia, por ter destratado o Nascimento de Cristo em um sermão, posteriormente gravado em um vídeo e distribuido na Internet. Ele disse "Se eles dizem 'Feliz Natal' para mim, então o que isso significa? Significa parabéns pelo nascimento de Jesus Cristo como o filho de Deus. Respondo: yalid wa lam lam yulad, o que significa que Deus não deu à luz e não foi gerado". "Se Deus deu à luz, então quem era a parteira?" Rizieq perguntou, causando risos da platéia.
Rizieq é líder da Frente de Defensores Islâmicos (FPI), que organizou três manifestações maciças pedindo prisão do governador cristão de Jacarta, Basuki Tjahaja Purnama, em julgamento por supostamente insultar o Alcorão. Agora, ele está bebendo do seu próprio veneno. (Militant Church)

Nigéria: Boko Haram já matou 100 mil pessoas e deixou 2 milhões de desabrigados; cristãos as maiores vítimas
O jornal nigeriano The Premium Times chamou de "chocante revelação" um relatório divulgado esta semana que aponta 100 mil mortos e mais de 2 milhões de desabrigados em decorrência do grupo islâmico terrorista Boko Haram, no estado de Borno. Os cristãos são o alvo preferencial do grupo. Além das vítimas, o Boko Haram é responsável por um prejuízo que chega a US $ 9 bilhões na região (Gospel).

"Lute contra aqueles que não acreditam em Alá ou no Último Dia, que não proíbem o que foi proibido por Alá e Seu Mensageiro, e  que não reconhecem a Religião da Verdade (islão), mesmo que sejam do Povo do Livro (cristãos e judeus), até que paguem o imposto tributo jizyah em submissão, sentindo-se subjugados e humilhados. "[Outra tradução diz:] "paguem o imposto em reconhecimento da nossa superioridade e do seu estado de sujeição". (Alcorão 9:29)
Israel é o ocupante legal da Cisjordânia, diz o Tribunal de Recursos de Versalhes, França

Canadá: líder religioso islâmico reza pela aniquilação dos judeus; Trudeau fica calado
No fim de seu sermão no Centro Islâmico Al-Andalous, em Montreal, o Imã Sayed AlGhitawi recitou súplicas a Alá para apoiar os mujahideen (muçulmanos que se dedicam à jihad) na Palestina e infligir destruição total aos judeus. (CIJ News) O primeiro-ministro canadense (e pró-islamista) Justin Trudeau permanece em silêncio (CIJ News)

Israel: Muçulmano abre fogo em ônibus, usa chave de fenda para apunhalar clientes em mercado, seis feridos
O crime do palestino de 18 anos ocorreu em Petah Tikva. Desde 2015, têm realizado atacantes palestinos Numerosos esfaqueamentos, tiroteios e assaltos usando carros, matando 41 israelenses e dois americanos que visitam. (NY Daily News)


Punições Islâmicas (sob a lei islâmica)

Irã: tribunal condena casal ao apedrejamento por "relação não ética"
O Tribunal Penal da província de Lorestan Ocidental, no Irã, condenou um homem e uma mulher acusada de uma "relação não ética" com a pena capital medieval de morte por lapidação (apedrejamento). (NCR-Iran

ISIS amputa as mãos de duas crianças em Mosul por terem se negado a executar pessoas
Os membros da organização jihadista Estado Islâmico (ISIS) amputatam as mãos de duas crianças porque elas se recusaram a executar dois civis de suas famílias na cidade iraquiana de Mosul. As crianças tinham 10 e 12 anos, disseram as autoridades. (Amigos de Irak)

Indonésia a caminho do caos islâmico
Grupos de direitos humanos denunciam a Indonésia pela sua adoção da Sharia. Em 2016, 339 pessoas foram açoitadas em praça pública como punicão, incluindo 37 mulheres. Em 2 de feveiro deste ano, 26 pessoas foram açoitadas, a maioria acusadas de fazerem apostas. (Jakarta Globe)



EUA: iraquiano mente ao dizer que mãe morreu por culpa do Trump
O iraquiano havia dito que a mãe morreu por não poder viajar para os EUA devido às restrições impostas pelo novo governo. Mas o imã da mesquita que o iraquiano frequenta disse que a mãe dele havia morrido uma semana antes. Esta taquia foi tão grande que nem mesmo o imã aguentou! (Fox2Detroit)

EUA: "Somos todos muçulmanos"? Organização ligada a Irmandade Muçulmana se apropria de "latinos" e judeus para promover o islamismo

O Conselho de Relações Americano-Islâmicas (CAIR) reuniu um meio grupo de gatos pingados de "latinos" e judeus para auto-promoção. (El Pais) Que fique claro: os "latinos" e "judeus" que a notícia se refere são da esquerda pró-islâmica, que está aliada com a Irmandade Muçulmana. A CAIR é um braço da Irmandade atuando nos EUA.


Ultraje Eterno

Ódio ao "Dia dos Namorados" ... Valentine Day (14 de fevereiro)
Paquistão: governo proíbe Dia dos Namorados atendendo a uma decisão da Suprema Corte de Islamabad. Os anúncios que referenciam o Dia dos Namorados são proibidos em todos os meios eletrônicos ou impressos. Os cidadãos são proibidos de celebrar o feriado em "qualquer espaço público ou repartição do governo." (CNN)
Clérigo muçulmano degola o urso de pelúcias para advertir contra encontros amorosos a comemorar o dia dos namorados. O Estado Islâmico também proíbiu roupas vermelhas no oeste de Mosul no Dia dos Namorados (Iraqi News)

💣